quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Tarte de maçã


A sugestão que apresento hoje foi enviada pelo jornalista Marsílio Aguiar que me deu a provar uma fatia deste delicioso pitéu. Uma iguaria que pode ser confeccionada todos os meses para partilhar com familiares e amigos. Ao "chefe" os meus agradecimentos.

Ingredientes:

250 g de açúcar
Cerca de uma dúzia de maçã golden
100 g de Sultanas
100 g de nozes
2 colheres de margarina ou manteiga
2 embalagens de massa folhada

Descascam-se as maçãs e retiramos-lhes as pevides (bem como o “casulo” das sementes). Depois, cortam-se as maçãs aos cubos e deitamo-los num tacho, onde vai também o açúcar e a margarina ao lume. Ao fim de algum tempo, até que todo o líquido (que a maçã liberta ao lume) desapareça do tacho, mas com cuidado para não queimar no fundo, por isso, é recomendável que se mexa de vez em quando. Antes de apagar, deita ainda as sultanas, bem como as nozes, que devem ser bem picadas. Deixamos cozer mais dois ou três minutos com estes últimos ingredientes. A polpa da maçã deve ficar com a consistência de umas papas de bebé. Numa tarteira colocamos uma massa folhada, por forma a receber o preparado de maçã. Depois de recheada, fechamos a tarte com a outra folha de massa folhada, podemos aparar à volta da tarte a folha que é colocada por cima. As pontas da que fica por baixo vão envolver a de cima, de maneira a fazer uma espécie de “tigela” - com tampa. Depois de fechada a tarte, polvilhe com uma ou duas colheres de açúcar e leve ao forno médio (170 a 180 graus) até a tarte começar a ficar alourada. Sirva depois de arrefecida.

Bom apetite!

7 comentários:

Anónimo disse...

Devo dizer que esta receita me foi facultada pela senhora Rosarinho Gatto, de Setúbal. A quem agradeço a receita desta magnífica tarte. Apenas acrescentei as nozes, que acho que combinam muito bem. Obrigado!

Marsílio

Anónimo disse...

Mas o que é isto???
E trabalho, não há????
Vá, traz a tarte para a redacção!!!

Anónimo disse...

O amigo enganou-se na porção de manteiga. Pelo que li no exórdio parece que são mais dois baldes de manteiga do que duas colheres...

Júnior disse...

Olá Miguel, tudo bem?

Sou de São Paulo, Brasil. Estou fazendo um levantamento de dados para fazermos uma publicação, gostaríamos de divulgar imagens bem reais da comida portuguesa, também, obviamente - da culinária de Madeira. Poderia disponibilizar um e-mail para contato?

Sou de um site, da editoria de gastronomia, também sou jornalista.

Um abraço,

Júnior

tagskie disse...

hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/

saborcomletras disse...

Que delicadeza essa receita. Inspira os sentidos. Abraços, Adriana

Alcidia disse...

Eu adoro estas tartes de fruta, ficam sempre deliciosas e bem rústicas, parabéns! bjs
http://www.iguaria.com/